Cases

Entrevista: Beto Rodrigues do Qual Balada conta como transformou hobby em business

organizador de excursões

Organizador de excursões? Conheça o case do Qual Balada

Organizar uma excursão ou viagem em grupo, a resposta é: não é nada simples. Ou seja, a vida de um organizador de excursões é cheia de tarefas complexas, mas muitas gratificações. As diferentes expectativas podem ser um ponto de bastante conflito, mesmo entre amigos de longa data. As pesquisas de passagens, acomodação, festas e opções noturnas podem transformar uma experiência bacana em um grande pesadelo. E foi para evitar que esse tipo de confusão aconteça que surgiu o Qual Balada.

Beto Rodrigues, criador da plataforma de festas e viagens e organizador de excursões, pensou no modelo de negócio, alguns anos depois de passar seu primeiro carnaval em São Luiz do Paraitinga (SP). A cidade, que antes de passar por uma tragédia nos temporais de 2010, era um dos destinos preferidos de jovens universitários para o carnaval. Beto foi um deles. Convidado por um primo, o fundador do Qual Balada conheceu as delícias do carnaval interiorano, mas não teve uma boa experiência com acomodação, alimentação e fornecimento de bebidas, enfim, tudo aquilo que dá a cara da festa.

Para aproveitar os anos seguintes no mesmo destino, Beto decidiu ficar encarregado por planejar a logística e infraestrutura de sua viagem de carnaval. E assim surgiu, como um hobby, a plataforma que organiza festas e excursões em todo o circuito festeiro do interior de São Paulo.

Beto conheceu a Eventbrite no ano passado, quando teve problemas com o seu sistema de venda de pacotes e ingressos e afirma que a solução oferecida sanou seus problemas sem que ele precisasse alterar sua forma de estruturar e fazer seus negócios. 

Confira a entrevista com o organizador de excursões Beto Rodrigues, do Qual Balada!

Eventbrite: Como surgiu a ideia do Qual Balada?

Beto Rodrigues: No Carnaval de 2006 fui convidado por um primo a passar o feriado em São Luiz do Paraitinga com um pessoal da faculdade de sua namorada, voltamos com a impressão de que não tinha sido legal a experiência. O problema não foi o evento da cidade mas a casa onde ficamos hospedados. Eu disse a ele que voltaríamos no ano seguinte.

Me comprometi a ser o organizador de excursões da próxima viagem e ir atrás da locação de imóvel, compra de bebidas, contratação de serviços e tudo o mais, para que a gente pudesse apenas curtir a folia. E foi assim também em 2007, 2008 e 2009, como hobby. Em 2010, com a chuva que tragicamente destruiu a cidade, tivemos que procurar um novo destino. Pesquisei e fui até Muzambinho para me informar sobre como seria o Carnaval. Esse foi o momento que enxerguei uma oportunidade e mudei o foco de hobby para um negócio.

Eventbrite: Como é o processo de parceria de vocês?

Beto Rodrigues: Buscamos diversos tipos de parcerias. A primeira delas é com os organizadores do evento. Descobrimos quem eles são, como trabalham, o que oferecem ao público e como poderíamos atuar em conjunto, o organizador de excursões com o produtor das festas, a fim de atingir os objetivos do evento. Queremos saber todos os detalhes da organização, etapas, e estrutura, para que tenhamos o máximo de detalhes na hora de oferecer o destino a nossos possíveis clientes.

Depois, modelamos os pacotes de forma a tornar a experiência dos foliões simples e inesquecível. Também estreitamos laços com prestadores de serviços que são fundamentais para o bom andamento de todo o processo, antes da fase de divulgação e vendas e também durante o evento.

Por fim, firmamos parcerias com outras agências que também têm público que possa se interessar por nossos destinos. Acreditamos que essa união de forças é benéfica para todos e que engrandece o evento final.

Leia também: O vínculo do organizador com as parcerias

Eventbrite: Quais são e quais foram os principais desafios de vocês?

Beto Rodrigues: Nosso grande desafio é manter o foco em melhorias contínuas. Até hoje não tivemos grandes percalços, porém não podemos nos acomodar numa zona de conforto. Todo evento tem suas particularidades e desafios, então o que conta para a gente é saber que sempre teremos processos para aprimorar. Trabalhamos para evitar que os imprevistos nos tirem do cronograma estabelecido e tentamos resolver todos os problemas assim que eles aparecem, não postergando nada. Para isso, fazemos uma reunião de feedback após cada evento para que possamos pontuar todos os aspectos que necessitam maior atenção no próximo ano, de forma que cada evento se torne uma fonte de aprendizado e de melhoria.

Eventbrite: Como vocês nos conheceram?

Beto Rodrigues: Confesso que não lembro exatamente como se deu o primeiro contato, mas após uma tentativa não muito satisfatória no ano passado, eu estava buscando soluções que a Eventbrite pode me apresentar. Tive um primeiro contato com o Victor, um dos account executives da Eventbrite, que me convidou para uma reunião na qual apresentei a nossa agência e mostrei qual é a nossa forma de trabalho. Victor me mostrou como a Eventbrite poderia me auxiliar e, atendeu às minhas expectativas. Comecei naquele mesmo dia a inserir meus eventos na plataforma e a uso desde então.

Eventbrite: Como vocês escolhem os eventos que produzem?

Beto Rodrigues: Nossa principal fonte de informações é a nossa carteira de clientes. É por meio deles que sabemos para onde a galera está planejando ir, quais tipos de eventos desejam participar e, partindo daí, nos organizamos para levá-los. Com isso, nosso público-alvo se mantém ao longo dos anos e o mesmo cliente acaba adquirindo pacotes para diversos eventos. Entendemos que essa fidelização se dá porque oferecemos o tipo de evento que ele quer mesmo participar.

Confira: Eventbrite entrevista: Henrique Granado, um dos fundadores da Jedicon

Eventbrite: Como é a relação com fornecedores e clientes finais?

Beto Rodrigues: Nossa relação tanto com fornecedores quanto com clientes finais é excelente e digamos que 99% feita via Whatsapp. Temos on-line a agilidade que precisamos para desenvolver nossos pacotes, buscar as melhores cotações e oferecer ao cliente final um produto de qualidade a um preço acessível. Como a maior parte de nossa divulgação é também feita on-line, esse se torna o meio pelo qual os clientes chegam até nós, em busca de maiores detalhes e informações necessárias para concluir a compra. Esclarecemos as dúvidas e direcionamos os clientes à plataforma da Eventbrite para concluírem o processo de compra de ingressos.

Eventbrite: Qual é o principal ponto forte de vocês?

Beto Rodrigues: Nosso ponto forte é uma união de fatores que os clientes desejam: praticidade, economia, entretenimento e segurança. Temos como objetivo oferecer entretenimento ao cliente, de forma bastante prática, por isso buscamos montar um pacote completo, para que ele não tenha mais nenhum tipo de preocupação.

Tudo o que ele precisará está embutido no pacote. Fazemos todo o trabalho de um organizador de excursões. Como negociamos em escala, conseguimos vantagens competitivas relacionadas aos valores e oferecemos isso aos clientes. E como nossos eventos envolvem o consumo de bebidas alcoólicas, acreditamos que ir de ônibus em uma excursão, além de ser mais divertido por conhecer pessoas, é muito mais seguro.

Eventbrite: Qual é o maior desafio ao organizar excursões no Brasil?

Beto Rodrigues: Acreditamos ainda que é a falta da cultura da população em adquirir esse tipo de serviço. Diferentemente de viagens convencionais, em que o cliente procura uma agência de viagens de sua preferência, ou lojas de shopping, nosso desafio passa a ser apresentar esse tipo de produto e convencer o interessado sobre as vantagens de adquirir um pacote completo conosco.

Eventbrite: Essa é uma modalidade de eventos que está crescendo no país?

Beto Rodrigues: Sem dúvida alguma o ramo de excursões tem crescido bastante nos últimos anos. De 2016 a 2017 vimos um crescimento expressivo, dobrando o faturamento bruto da empresa, isso devido ao fato de encontrarmos novas oportunidades no mercado. Passamos a trabalhar com novos eventos nos quais percebemos o encaixe da modalidade e, para este ano assim como para os próximos, nossos objetivos não serão menos agressivos. Desejamos e vamos repetir os índices obtidos, sempre aumentando tanto o número de eventos quanto o número de passageiros em cada um deles.

Texto escrito por Laís Alves Silva para o blog da Eventbrite Brasil

Está organizando o seu próximo evento? Conheça a Eventbrite!

Escrito por

Olá, seja bem-vindo(a)! Sou relações públicas e gerencio os conteúdos da Eventbrite Brasil. Aqui vocês encontrarão cases, dicas para todos os tipos de eventos, novidades sobre a empresa e o caminho para se tornarem especialistas em eventos!

Fazer comentários