Ei organizador, você já sabe que a Black Friday no Brasil acontece no dia 23 de novembro, após o feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos? O termo surgiu por lá como uma onda de descontos e por que não aproveitar essa oportunidade para melhorar e atrair público para seu evento ou negócio?

No ano passado a Black Friday atingiu R$ 2.1 bilhões em vendas, só no Brasil, e a cada ano o número cresce! Já marque a data no calendário e prepare-se para se juntar a milhões de pessoas que irão fazer negócios incríveis comprando e vendendo. Aproveite para proporcionar e realizar o sonho de pessoas que desejam ir naquele famoso show, festa ou evento imperdível.

Além da Black Friday, é possível melhorar seu evento em 100% por meio de descontos. Os códigos de desconto são uma ótima ferramenta para incentivar uma compra. Ofereça preços promocionais para os participantes que se inscreverem mais cedo, utilize-os para acompanhar a eficácia das campanhas de promoção ou ofereça eles a grupos de clientes específicos, para ter uma visão abrangente do alcance do seu evento. Confira como gerar os descontos na Eventbrite, acessando aqui!

Leia também: Como vender mais com estratégias de diferentes tipos de ingressos?

Para enriquecer a experiência e melhorar a organização dos eventos, festas, cursos etc, e atrair novos públicos, entrevistamos um especialista em comércio eletrônico com foco na Black Friday e vendas, Mauricio Salvador, presidente da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) para trazer dicas fundamentais e aproveitar este momento do comércio para ter sucesso.

Black Friday eventos
Mauricio Salvador, presidente da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm)

Confira a entrevista abaixo sobre a Black Friday para eventos!

EB: Vender em tempos de crise é um grande obstáculo para o organizador ou empreendedor. Na sua opinião, qual o impacto da Black Friday na economia nacional?

Mauricio: Desde 2016 a BF é a segunda data mais importante no calendário do e-commerce brasileiro, perdendo apenas para o Natal. Aqui no Brasil, a BF começou a pegar força no e-commerce e posteriormente passou a ser adotada pelo varejo físico. Definitivamente o consumidor brasileiro aderiu às compras da BF e o mercado tem sido cada vez mais engajado em trazer boas ofertas. Dessa forma, o impacto da BF tem sido cada vez maior.

EB: As fraudes na BF pela internet assustam e atrapalham o planejamento de vendas? Acredita que vender ingressos com descontos é um bom negócio? Ou só se aplica a bens de consumo?

Mauricio: No início da BF, há sete ou oito anos, alguns oportunistas se aproveitaram para aumentar os preços na véspera e depois dar descontos falsos. O chamado “o dobro pela metade do preço”. Felizmente os consumidores conseguiram compartilhar essas fraudes por meio das redes sociais e as empresas que fizeram isso ficaram com sua imagem arranhada. Atualmente o número de fraudes é insignificante perto do tamanho que a BF tomou no Brasil. Com relação à venda de ingressos, é muito vantajoso usar os descontos para atrair os consumidores que deixam tudo para a última hora. Ao oferecer descontos mais agressivos para compra com antecedência, os organizadores conseguem estimar melhor o número de participantes.

EB: Como você enxerga o crescimento de um negócio pautado na BF? É possível escalar nesse período?

Mauricio: É preciso ter planejamento logístico e tecnológico, para não fazer feio na BF. Alguns sites chegam a aumentar o tráfego de visitantes em mais de 1.500% num único dia, o que faz com que o site fique lento e até fora do ar. Para as empresas que fazem operações com produtos físicos, o desafio é ainda maior, pois precisam se programar com relação a estoques e número de ingressos, mesmo que concentre as vendas apenas no digital.

EB: O que um organizador que quer vender com desconto seu evento precisa saber para entrar nesse mercado de ofertas e promoções? Você acredita que é possível vender eventos com descontos atrativos?

Mauricio: O organizador deve fazer uma conta de trás para frente. De acordo com os custos do evento, a capacidade do local e a expectativa de lucros, ele deve calcular sua margem nos preços finais e assim poder aplicar os descontos sem ter que “pagar para trabalhar”. Dependendo do evento e da margem de lucro, um desconto de 5% já pode ser um bom negócio e atrair pessoas que acabam visualizando apenas descontos, e que buscam por uma oportunidade, e é nesse nicho que eles têm que apostar.

E se você está em busca de eventos com preços promocionais na Black Friday, confira as opções na Eventbrite.

Gostou do conteúdo, quer saber mais sobre descontos? Acesse o link e aproveite!

Texto escrito por Jean Corrêa para o blog da Eventbrite Brasil.