Para que um evento seja bem-sucedido, a equipe e seus fornecedores precisam estar em perfeita sintonia e alinhamento, não só na teoria, como também na prática. Cada processo no planejamento tem sua importância e protagonismo, por exemplo: você sabe a diferença entre decoração de eventos, ambientação e cenografia? Pois é! Essa é uma dúvida constante para quem faz parte do universo de eventos – principalmente para clientes e empresas que contratam os serviços. Fique tranquilo, porque vamos detalhar os termos e como cada profissional da área atua no mercado.

Decoração de eventos

A decoração precisa ser 100% focada no tema escolhido pelo seu cliente, por isso é essencial que todos os detalhes estejam ligados visualmente com a proposta e chamem a atenção dos convidados. Por exemplo: se você foi contratado por uma empresa para organizar uma noite de Halloween, um jantar italiano ou uma pool party, pesquise tendências em toalhas de mesa, pratos, talheres, copos, guardanapos, souvenirs, cardápio, arranjos, enfeites e até brindes que combinam com os temas. Vale também pedir para que buffet desenvolva pratos com detalhes temáticos. Seja criativo!

 

Leia mais: Saiba tudo sobre o mundo dos promotores de eventos

Ambientação

A ambientação é nada mais do que a experiência dos convidados no evento. Uma ambientação bem feita tem o poder de despertar sensações e emoções em cada pessoa de forma diferente. Ao elaborar essa etapa, você pode aproveitar para criar propostas exóticas que vão surpreender seu cliente. Para simplificar, pense que sua empresa fará um evento para divulgar um novo perfume com embalagem rosa. Por que não apostar em um jantar num restaurante que já tem a cor como protagonista? Ou mesmo espalhar a fragrância entre os elementos presentes no ambiente? Você ainda pode brincar com toques sensoriais, como luzes e sons que combinem com a identidade do produto.

Cenografia

Muitas vezes a cenografia – arte que surgiu com o teatro – pode ser confundida com arquitetura, o que não está totalmente errado, já que as duas andam de mãos dadas durante a organização de um evento. A cenografia, assim como a arquitetura, tem a intenção de criar um ambiente com estruturas exclusivas (cenários de madeiras, tapumes, palco, espaço para camarote) a móveis, que podem ser desenvolvidos de acordo com o objetivo do evento. O cenógrafo também é responsável pela projeção de imagens em telões e, assim como na ambientação, pode sugerir iluminações dentro do tema. Resumindo, a cenografia é a arte de transformar espaços que se integrem aos objetivos do cliente.

Agora que você já entende as diferenças entre cada uma dessas ações, é importante selecionar profissionais com experiência no mercado para que o evento atenda as expectativas dos clientes, pois serão eles que darão o aval de qualidade para o seu trabalho. E, claro, sabendo disso tudo fica muito mais fácil melhorar o desempenho da sua equipe.