marketing de conteúdo para eventos
Marketing de conteúdo para eventos: como e por que fazer?

Quem organiza eventos pode não acreditar no potencial do marketing de conteúdo para eventos, com o objetivo de melhorar as estratégias do negócio.

Acostumados com soluções mais tradicionais, os organizadores acabam perdendo boas oportunidades de criar o tipo de engajamento com seus participantes que só o conteúdo pode oferecer.

Porém, é necessário ter um bom plano de Marketing para extrair o melhor que esse tipo de ação pode oferecer para seu evento.

Neste guest post, escrito pela equipe da Rock Content, em parceria com a Eventbrite, nós vamos entender porque o Marketing de Conteúdo é tão útil para a divulgação de eventos e como realizar uma boa estratégia para tal. Prontos? Então vamos lá!

Por que fazer Marketing de Conteúdo para eventos?

Existem dois grandes fatores que justificam a utilização do marketing de conteúdo em uma estratégia de divulgação.

O primeiro é que esse tipo de estratégia está acostumada a criar engajamento com o público de uma forma que nenhuma outra ação de Marketing consegue.

Quanto mais engajados os participantes do seu evento estiverem, maior será o buzz ao redor do motivo e do momento, mais interessados eles estarão em participar e mais sucesso isso resultará para a sua organização.

O segundo grande fator é o ROI do marketing de conteúdo para eventos. Como ele custa menos para fazer e engaja mais a sua audiência, o retorno obtido é maior do que de outras estratégias.

Segundo nossa pesquisa Content Trends 2017, as empresas brasileiras que medem o ROI das suas estratégias de Marketing de Conteúdo possuem uma média de retorno de 30%.

Leia também: Use os relatórios da Eventbrite para melhorar o ROI do seu evento

Como fazer marketing de conteúdo para eventos?

Agora que já vimos porque utilizar o marketing de conteúdo para promover seus eventos, nós precisamos entender como fazer isso.

Cada evento possui exigências específicas em diversos âmbitos, desde sua organização até o momento da divulgação, apresentando suas próprias necessidades.

Isso significa que a estratégia utilizada pela Conferência X pode não ser útil para o Encontro Anual Y. Porém, o conceito básico do plano é o mesmo e orbita a resposta para quatro perguntas:

  • Por que?
  • Quem?
  • Qual?
  • Onde?

Se você planeja utilizar o marketing de conteúdo para eventos, precisa começar por responder essas quatro perguntas. Nos próximos parágrafos, vamos entender mais profundamente cada uma dessas questões.

Por que?

O “por que” da sua estratégia corresponde ao seu objetivo com ela e é a primeira coisa que você deve definir. O que você quer realizar com essa ação? Gostaria de ter mais participantes em um evento específico? Talvez manter as pessoas informadas sobre futuros acontecimentos? Criar fidelidade com participantes antigos?

Seja qual for a sua resposta, ela irá nortear toda a sua criação de conteúdo, portanto pense bem antes de definir seu objetivo.

Quem?

A segunda questão é o “quem”. Nesse caso, estamos falando da sua persona, o participante ideal para o seu evento.

Para criar a persona perfeita para alimentar seu planejamento, você precisará saber o que o seu participante ideal quer, o que ele precisa, quais seus obstáculos e como seu evento será útil para ele. Além disso, também deverá saber quais os melhores meios de entrar em contato com essa persona e como se comunicar com ela.

Confira: Como criar personas para seu evento?

Qual?

Com isso resolvido, chega a terceira pergunta, o “qual”. Nesse caso, estamos falando do tipo de conteúdo que você irá produzir para se comunicar com a sua persona.

Você pode fazer isso através de artigos, vídeos, infográficos, podcasts, e-books ou outros tipos de conteúdo capazes de criar engajamento com a sua audiência ideal. Não existe uma “resposta certa” nesse caso pois o formato perfeito para você vai depender da sua persona.

Por exemplo, imagine um evento de carros personalizados e uma conferência sobre administração de empresas. No primeiro caso, conteúdos como vídeos com os veículos e podcasts ou artigos ensinando a customizar seu veículo seriam interessantes para um plano de marketing de conteúdo. Já no segundo, o mais indicado seria utilizar infográficos para resumos e e-books com as informações mais completas.

Onde?

Por fim, chega o momento do “onde”. Ou seja: por qual plataforma você produzirá o seu conteúdo e por quais canais de comunicação irá propagar sua mensagem. Novamente, precisará ter em conta todos os elementos definidos até aqui, especialmente a sua persona e o seu conteúdo.

O que fazer a seguir

Tendo definido o centro gravitacional da estratégia para o evento, é hora de colocar a mão na massa. Quais os próximos passos? Vamos ver!

1.Fazer um calendário editorial

Uma estratégia de Marketing de Conteúdo para eventos começa com um calendário editorial, ou seja, um planejamento de todo o material que será criado e como acontecerá a comunicação com o público.

Isso é importante pois permitirá uma maior organização dos temas tratados na plataforma e ainda criará uma consistência de postagens importante para mover a estratégia. Afinal, empresas que publicam mais de 13 conteúdos por mês possuem 4,2 vezes mais tráfego do que as que não fazem isso.

Além disso, um calendário editorial permite transmitir sua mensagem de maneira coerente. Isso significa que você terá mais chances de criar uma impressão positiva em seu público e gerar mais reconhecimento para a marca do evento.

2.Chamar os palestrantes e influenciadores

Uma boa maneira de obter auxílio na hora de produzir todo o conteúdo que foi planejado é convidando os palestrantes ou influenciadores digitais que vão participar do evento para ajudar.

A estratégia é útil para as duas partes:

Do lado da produção de eventos, existe o ganho com a produção de um conteúdo de qualidade e altamente especializado para o público, além da divulgação que essa personalidade fará em suas redes sociais, chamando sua própria audiência para a conferência, além de gerar reconhecimento on-line.

Do lado do participante, o conteúdo criado permitirá que ele seja exposto para outros interessados no evento que não o conheciam ainda ou não tinham interesse em participar da palestra dele, por exemplo.

Esse conteúdo criado por convidados pode ser feito de várias maneiras:

  • o influenciador pode criar um material 100% autoral;
  • uma entrevista;
  • um sumário da palestra ou conteúdo do evento;
  • um perfil sobre o participante;
  • um conteúdo extra ou complementar ao evento em si.

3.Priorizar histórias ao invés de vendas

Um dos principais erros de quem utiliza o Marketing de Conteúdo pela primeira vez é tentar empurrar vendas para o público ao invés de oferecer histórias.

O Inbound Marketing, por definição, consiste na atração do interesse do consumidor ao invés da interrupção do seu dia a dia com uma mensagem publicitária.

Isso não significa que não há um momento para negociar seus produtos, mas sim que existe a hora certa para isso e o primeiro passo é buscar cativar a atenção do público com um conteúdo que seja de alto valor para ele.

A maneira de fazer isso é através de storytelling e material de alto nível, que solucione problemas e agregue valor ao leitor. Faça isso e você terá muitas pessoas interessadas em participar do seu evento.

4.Facilitar o compartilhamento nas redes

Se você quer conquistar um grande número de interessados no seu evento, precisa amplificar o alcance do seu conteúdo. E isso é possível através das redes sociais.

Todo o conteúdo criado para a sua estratégia deverá ser facilmente compartilhável nas redes. Configure bem os plugins de divulgação dos posts feitos, crie uma hashtag que agregue todos os posts sobre o evento e tente inserir os influenciadores no papel de propagação da mensagem também.

Leia também: Estratégias de compartilhamento nas redes sociais para eventos

Boas práticas a manter durante a estratégia

O trabalho de promoção do evento não termina com a formulação completa da estratégia de Marketing de Conteúdo.

Existem algumas boas práticas que devem ser incentivadas durante toda a execução do planejamento e mesmo durante o próprio evento. Quer descobrir quais são? Confira:

1.Verificação de métricas de desempenho

A capacidade de medir o desempenho das suas ações em métricas simples é um trunfo para a sua estratégia de marketing digital. Com ela, você pode monitorar os resultados obtidos e fazer alterações, caso necessárias.

Confira algumas métricas úteis para ficar de olho:

  • compartilhamento;
  • geração de leads;
  • tráfego;
  • engajamento nas redes sociais;
  • alcance orgânico.

2.Conteúdo criado pelo público

Durante o evento, seu público terá vontade de criar conteúdo próprio, seja através de vídeos, fotos ou suas impressões nas redes sociais. É importante que essa vontade seja incentivada ao máximo pela sua estratégia de marketing de conteúdo, já que esse material espontâneo é uma força positiva para o marketing do seu evento, algo como um boca a boca digital.

Uma boa estratégia é tentar obter esse conteúdo criado pelo público até mesmo antes do evento, com a realização de pesquisas ou posts com comentários das pessoas dizendo suas expectativas para a conferência.

3.Acessibilidade digital no evento

Uma boa conexão Wi-Fi não pode faltar no seu evento, já que é parte da estrutura que permitirá que as pessoas postem fotos e vídeos nas redes sociais, aumentando o alcance orgânico on-line.

Garanta que a conexão será capaz de suportar todos os atendentes do evento e que todos os presentes saibam como se conectar ou divulgar suas impressões online.

É possível fazer Marketing de Conteúdo para eventos sem blog?

Por vezes, o marketing de conteúdo encontra certa resistência porque muitos profissionais o enxergam como dependente de um blog. Ou seja: sem blog, sem a possibilidade de usar essa estratégia.

Isso não é bem verdade. Se você não quer criar um blog para seu evento (ou acha que isso custaria muito), pode utilizar outras plataformas para criar seu conteúdo.

As redes sociais, por exemplo, são boas plataformas para a geração de conteúdo, assim como o YouTube. Se você não quer o trabalho de criar um blog, pode usar outras plataformas de texto como o Medium ou o Storia.me.

Além disso, é possível divulgar conteúdos por e-mail também e é fácil montar uma boa base de contatos com as inscrições de um evento.

Como deu para ver, dá para usar o marketing de conteúdo para eventos de todos os tipos e portes. Utilizando bem, essa ferramenta vai alavancar muitos participantes para as suas organizações.

Se você se interessou pela ideia, que tal conferir essa lista com 12 tipos de conteúdos para gerar leads para seu evento?

*Conteúdo produzido pela equipe da Rock Content.