R$100 – R$200

[curso] O choro e as raízes da música popular brasileira, com Paulo Aragão

Informações do evento

Compartilhar este evento

Data e hora

Localização

Localização

IMS Paulista

Paulista

Bela Vista

São Paulo, SP 01310300

Brazil

Ver mapa

Política de reembolso

Política de reembolso

Reembolsos até 7 dias antes do evento

Descrição do evento

Descrição

Professor: Paulo Aragão

[curso da série Rádio Batuta apresenta]

Um passeio auditivo e visual por um período fervilhante da história musical brasileira, quando uma música de sabor único aparece por aqui – decorrente da fascinante síntese de experiências musicais bastante distintas (música de câmara, música dos bailes, ópera, música das bandas de sopros e música negra) que conviviam e se misturavam nas ruas do Rio de Janeiro do final do século XIX. De meados da década de 1870 até a época de ouro do rádio, nos idos de 1930, surgem as bases de músicas populares urbanas como o choro e o samba, que se consolidariam depois como das mais antigas e tradicionais do Brasil. Serão ouvidas e analisadas a obra dos compositores mais importantes do período, com destaque para Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth e Pixinguinha – compositores cujos acervos estão sob a guarda do IMS.


PROGRAMA

1) Os primórdios da música popular no Império (1870-1890): O intenso cenário musical do Império: temporadas de óperas, clubes de música de câmara, a cidade dos pianos, as lojas de música, os bailes imperiais; a música que vai dos salões para as ruas. A “primeira geração” de gêneros abrasileirados: polcas, schottischs, valsas, tangos brasileiros, quadrilhas. Simplicidade e sofisticação nas melodias e na rítmica de Chiquinha Gonzaga. Henrique Alves de Mesquita, Joaquim Callado.

2) Ernesto Nazareth e seu tempo (1890-1910): A “segunda geração” de gêneros abrasileirados: choros e maxixes. Nazareth e o refinamento das texturas. O fechamento de um ciclo: a música que volta das ruas para o piano. A questão “tango brasileiro versus maxixe”. Anacleto de Medeiros, Mário Álvares, Irineu de Almeida.

3) A consolidação de uma linguagem (1910-1927): Estilo, instrumentação e forma nas primeiras gravações. Primeiros passos de Pixinguinha: as obras da década de 1910, a fixação e as experiências formais. Tradição e modernidade em Pixinguinha: um ouvido aberto. Maxixe versus samba.

4) A música brasileira segundo Pixinguinha (1928-1940): O mediador: o encontro de muitas tradições musicais nos arranjos de Pixinguinha. O apogeu do arranjador: a fixação de uma sonoridade brasileira no samba e nas marchinhas. O apogeu do compositor: o manejo da forma, da instrumentação, da polifonia. Os legados de Pixinguinha.


PROFESSOR

Paulo Aragão é músico. Fundou e integra o Quarteto Maogani de Violões, que recentemente recebeu o 26º Prêmio da Música Brasileira como melhor grupo instrumental. Como arranjador, já trabalhou ao lado de Guinga, Francis Hime, Dori Caymmi, Mauricio Carrilho, Nailor Proveta e Monica Salmaso, entre outros. Suas composições e arranjos já foram tocados por orquestras brasileiras e internacionais. Foi consultor do acervo de Música do IMS entre 2009 e 2017.


O curso tem 4 aulas e será realizado às quintas-feiras, das 19h às 21h, nos dias 9, 16, 23 e 30 de maio.

Só receberá certificado de participação o aluno que estiver presente em pelo menos 3 aulas do curso. (a presença será computada em até 30 minutos depois do início da aula).


Este curso não exige conhecimento prévio acerca dos temas que serão abordados.


Perguntas frequentes

Há exigências de idade mínima para entrar no evento? Idade mínima de 16 anos.

Quais são minhas opções de transporte/estacionamento para chegar ao evento?

Metrô: próximo às estações Consolação (Linha Verde) e Paulista (Linha Amarela).

Ônibus: pontos na rua da Consolação e na avenida Paulista, com várias opções de linhas.

Estacionamento: não há estacionamento no local, apenas vagas especiais para pessoas com deficiência.

Como posso entrar em contato com o organizador se tiver perguntas? Pelo email cursos.paulista@ims.com.br.

Qual é a política de reembolso? É permitido solicitar o reembolso integral até 7 dias antes da data de início do evento.

Preciso levar meu ingresso impresso para o evento? Não é necessário levar o ingresso impresso, apenas um comprovante de identidade.

Posso atualizar as informações da minha inscrição? A atualização de informações pode ser feita até 1 dia antes do início do curso.

Minha taxa de inscrição ou o ingresso podem ser transferidos? A transferência da matrícula pode ser feita até 1 dia antes do início do curso. Após o início do mesmo, não é possível fazer a transferência.

O nome no meu ingresso ou na minha inscrição não coincide com o nome do participante. Há algum problema? Sim, é preciso que o nome da matrícula seja o mesmo de quem irá frequentar o curso. Caso tenha comprado o curso para outra pessoa, é possível fazer a transferência do mesmo até 1 dia antes do início do curso.

Quem tem direito a meia-entrada? Estudantes, professores e maiores de 60 anos têm 50% de desconto em todos os cursos, mediante apresentação de documento comprobatório no dia do evento.

Compartilhar com amigos

Data e hora

Localização

IMS Paulista

Paulista

Bela Vista

São Paulo, SP 01310300

Brazil

Ver mapa

Política de reembolso

Reembolsos até 7 dias antes do evento

Salvar este evento

Evento salvo