Esofagite erosiva grau a de los angeles tem cura

Ações e painel de detalhes

Indisponível

Informações do evento

Localização

Localização

Evento online

Descrição do evento
Saiba tudo sobre Esofagite Erosiva

Sobre este evento

Se você tem Esofagite Erosiva, sugiro que você acesse a imagem logo abaixo e descubra como curar essa doença de forma totalmente natural.

A esofagite erosiva é diagnosticada quando existe um inchaço ou um  vermelhidão (processo inflamatório) na região do esôfago. O esôfago é um órgão do corpo na forma de um longo tubo que conecta diretamente a nossa garganta ao estômago. Este importante órgão do nosso corpo empurra o alimento que ingerimos para o estômago a fim de realizar o processo de digestão.

Essa doença é classificada durante a endoscopia como Esofagite erosiva grau a de los angeles ou em estágios mais avançados da doença como Esofagite erosiva grau b de los angeles. Em algumas análises endoscópicas essa doença também pode ser definida como esofagite erosiva distal.

Na maioria das vezes a esofagite é o resultado do ácido gástrico que eventualmente sobe para o esôfago em decorrência do refluxo. Durante refluxo ácido o esfíncter esofágico não desempenha seu papel de forma efetiva a fim de impedir o retorno de ácido clorídrico no esôfago resultando em inflamação.

Alguns fatores isolados como o uso contínuo de determinados remédios contribuem para a inflamação crônica e desenvolvimento da esofagite. A ingestão regular de álcool e alimentos mais ácidos, combinados com uma dieta pouco nutritiva também são fatores de risco para a esofagite.

Em alguns casos isolados, pessoas com o sistema imunológico fraco podem estar mais vulneráveis e consequentemente acabar desenvolvendo esofagite. Essas pessoas são infectadas com bastante frequência, o que pode possibilitar processos inflamatórios frequentes na região do esôfago.

Entre os principais sintomas da esofagite estão incluídos a dor ao ingerir alimentos, pequenas feridas na boca e enjoo constante. A pessoa pode perceber inflamações ou a presença de pequenas varizes atrás da língua e também um cheiro desagradável no hálito.

Além de tudo, pode também haver um excesso de saliva (sialorréia), pois as pessoas portadoras de esofagite na maioria das vezes são incapazes de engolir ou controlar a salivação. Esse tipo de sintoma é mais comum em pessoas idosas.

Normalmente, a abordagem no tratamento da esofagite vai depender exclusivamente da causa primária. Se o que estiver causando a doença for consequência do refluxo, o especialista poderá incluir no tratamento remédios para dificultar a produção em excesso de ácido clorídrico estomacal.

A partir do momento que menos ácido é produzido pelo organismo, menores serão as chances de inflamação na área do esôfago, diminuindo as chances de desenvolver esofagite. Se causa da doença for uma infecção, o uso de antibióticos pode ser necessário.

Mas é importante ressaltar que mesmo quando a infecção é solucionada, o dano no esôfago só pode ser reparado por meio de um plano alimentar criterioso, desenvolvido exclusivamente para o tratamento dessa doença em questão.

Se essa doença não for devidamente tratada de forma adequada, com o tempo pode surgir algumas complicações graves como a disfagia, um problema que consiste na dificuldade de conseguir engolir qualquer tipo de alimento.

Essa condição é grave, pois impede que a pessoa consiga beber ou comer qualquer alimento. A principal consequência disso é um eventual quadro de desidratação e também desnutrição progressiva que muitas vezes pode ser fatal. Além disso, a esofagite é um fator de risco para o surgimento de cicatrizes na mucosa do esôfago.

Um tratamento malsucedido da esofagite proveniente do refluxo gástrico pode colaborar para o surgimento de uma condição muito preocupante denominada esofagite de Barrett,  principal fator de risco para o desenvolvimento de câncer de esôfago.

Por isso é importante tratar essa doença o quanto antes para evitar qualquer tipo de complicação futuramente.

Compartilhar com amigos

Localização

Evento online

Salvar este evento

Evento salvo