Gratuito

Mini Cine | Ciclo de curtas-metragens independentes

Ações e painel de detalhes

Gratuito

Informações do evento

Compartilhar este evento

Data e hora

Localização

Localização

Evento on-line

Descrição do evento
Evento on-line.

Sobre este evento

A programação do Mini Cine, que exibe curtas-metragens independentes nacionais e internacionais no Instituto Ling, segue no ambiente virtual. Com curadoria da LORA, além da seleção de conteúdos e obras cinematográficas para o público desfrutar de casa, realizaremos uma live para debater as indicações e a temática do mês. A cada novo ciclo, Manu Fetter, curadora do projeto, conversa com um convidado que esteja em harmonia com os assuntos abordados nos filmes selecionados.

Nesta edição, o Mini Cine aborda o tema “Transformações e Ciclos Femininos”. Foram selecionados curtas-metragens que permeiam assuntos como sexualidade e algumas interpretações e reflexões sobre o corpo feminino.

Ao se inscrever, você receberá os links de acesso aos filmes curados no e-mail de confirmação.

Confira as sinopses, as fichas técnicas e os comentários da curadora sobre cada filme escolhido para este ciclo:

ATENÇÃO: ao final da descrição do evento, você pode conferir a conversa com Manu e a educadora física Márcia Selister sobre a temática e os filmes curados desta edição.

• Filmes •

Guida (2015), de Rosana Urbes

Brasil | 7 min | Livre

Sinopse: Guida, uma doce senhora que trabalha há 30 anos como arquivista no Fórum da cidade, tem sua rotina entediante modificada ao se deparar com um anúncio para aulas de modelo vivo em um centro cultural. Através da sensibilidade criativa da personagem, o filme propõe uma reflexão sobre a retomada da inspiração artística, a arte como agente transformador e o conceito do belo.

Comentário da curadora: Um filme sensível à temática do envelhecimento feminino que fala sobre o acolhimento das transformações do nosso corpo e da beleza e libertação neste processo. Através de uma narrativa otimista, divertida e sutilmente orquestrada, a obra aborda a linguagem sensível da arte e da pintura, além de trazer nuances de questões femininas sobre a percepção do corpo e da feminilidade. Desenhando uma identidade super autêntica, em cores e traços de animação, o filme se torna um convite à expressão poética, corporal e artística.

Prêmios: Recebeu prêmios de melhor curta-metragem de animação no Grande Prêmio Cinema Brasil, Festival Corti Sogni, Curta Amazônia Cine Mundi 2015 e Oaxaca FilmFest. No Festival de Cinema de Havana, ganhou o Prêmio Especial do Júri de Animação.

The Last Egg (2019), de Sue Bridge

Inglaterra | 5 min | Livre

Sinopse: Experimental animation reflecting the ups and downs of ageing and menopause.

Comentário da curadora: A partir da linguagem de animação, o filme trata de uma forma poética e caótica sobre a menopausa. A obra se apresenta como um filme experimental e nos convida a imergir na experiência do corpo feminino, suas temperaturas, fases e ciclos - e como tudo isso reverbera no feminino como mulher. Nada é estável, mas tudo pode ser arte quando o fluxo é livre e natural.

Prêmios: Recebeu prêmios no Festival de Cinema de Mulheres com Mais de 50 anos, Los Angeles Short Film Festival e Festival MINT de curtas-metragens de Rotterdam.

Carne (2019), de Camila Kater

Brasil | 12 min | Livre

Sinopse: Ao ponto, mal passado, ponto médio, bem passado. Por meio de histórias íntimas e pessoais, cinco mulheres compartilham suas experiências em relação ao corpo e à carne, desde a infância até a velhice.

Comentário da curadora: Este curta brasileiro está viajando o mundo e quase levou o país ao Oscar. Aborda o tema deste ciclo de uma forma completamente nuclear. O filme de animação nos apresenta diferentes histórias de mulheres e suas percepções sobre seus corpos, retratando fatos e fases que nós, mulheres, passamos e o que sentimos em cada uma delas. A obra também nos evidencia, nas histórias das mulheres entrevistadas, as consequências culturais dos rótulos que implicamos aos nossos corpos e como nossa experiência de vida se desdobra a partir disso. O filme problematiza, ensina e sensibiliza temas pouco falados na sociedade, mas presenciados e vivenciados por todas as mulheres.

Prêmios: Carne estreou mundialmente no Locarno Int’l Film Festival em 2019. O filme foi oficialmente selecionado para mais de 250 festivais de cinema, incluindo TIFF, IDFA, DOK Leipzig, AFI, Palm Springs ShortFest, Annecy, Tampere, entre muitos outros. Recebeu mais de 70 prêmios em todo o mundo, incluindo a Menção Especial em Locarno (Jovem Júri), Melhor Curta-Metragem Documentário no ZINEBI, Melhor Curta-Metragem Europeia no Festival Internacional de Cinema de Valladolid, Melhor Curta-Metragem de Animação no Festival de Cinema de Havana, bem como o Prêmio do Júri do Festival de Cinema de Ann Arbor 2020. O filme está qualificado para o Oscar de 2021 e na lista de selecionados para o Prêmio Goya também deste ano. Foi finalista do Prêmio de Curtas-Metragens da European Film Academy de 2020.

Marguerite (2017), de Marianne Farley

Canadá | 19 min | Livre

Sinopse: Uma mulher idosa e sua enfermeira desenvolvem uma amizade que a inspira a desenterrar anseios não reconhecidos e, assim, ajudá-la a fazer as pazes com seu passado.

Comentário da curadora: Premiado e reconhecido mundialmente, Marguerite conta a história delicada e sensível sobre uma juventude interrompida e que dialoga com a frustrante maturidade contemporânea. A obra de Marianne Farley nos tocou profundamente especialmente neste momento em que temos de olhar para entro - dentro de casa, dentro de nós – e ainda nos elucida questões a respeito do ser feminino ao longo dos anos e gerações. Vale a reflexão poética e emocionante.

Prêmios: Foi nomeado ao Oscar de melhor curta-metragem em 2019. Recebeu prêmios no Festival International du Cinema Francophone en Acadie 2017, Festival de Curtas-Metragens de Miami, Festival Internacional de Cinema LGBT de Madrid, Festival Internacional de Cinema Lésbico e Gay de Milão, Festival de Cinema Gay e Lésbico da Carolina do Norte, Festival Internacional de Mulheres no Cinema de Vancouver, entre outros.

What is Beauty? (2015), de Anna Ginsburg

Reino Unido | 3 min | Livre

Sinopse: Anna Ginsburg criou um lindo olhar animado sobre a evolução do corpo feminino e suas percepções ao longo dos últimos 30.000 anos. Lançado no Dia Internacional da Mulher e encomendado pela CNN para lançar sua série global sobre beleza, o filme é um exame das mudanças (mas sem fim) pressões sobre as mulheres para se conformarem aos ideais de forma corporal.

Comentário da curadora: A animação fluida começa em 28.000 a.C., transformando-se entre esculturas de Deusas da Fertilidade através de antigas visões de percepção egípcias e, em seguida, através dos tempos; A Idade do Bronze, a Grécia Antiga, a Renascença e mais além. As formas estão constantemente encolhendo e alongando. À medida que a era moderna é atingida, o corpo feminino é visto através da tecnologia, tornando-se doloroso e perigosamente distorcido. O filme termina com uma mensagem para rejeitar os ideais inatingíveis, muitas vezes impossíveis e perigosos impostos às mulheres.

Esta programação é uma realização do Instituto Ling e Ministério do Turismo / Governo Federal, com patrocínio da Crown Embalagens e Fitesa.

Compartilhar com amigos

Data e hora

Localização

Evento on-line

{ _('Organizer Image')}

Organizador Instituto Ling

Organizador de Mini Cine | Ciclo de curtas-metragens independentes

Entidade sem fins lucrativos voltada a investimentos em educação, cultura e saúde.

Salvar este evento

Evento salvo