Poema na Garganta - quando a poesia vira canção

Ações e painel de detalhes

Esgotado

Informações do evento

Compartilhar este evento

Data e hora

Localização

Localização

Evento online

Descrição do evento
A programação itinerante mescla oficinas e apresentações virtuais gratuitas com foco na poética musical

Sobre este evento

O projeto “Poema na Garganta - quando a poesia vira canção”, de iniciativa do cantor e compositor, Jonathan Silva, abre temporada de atividades virtuais gratuitas em fevereiro. Em ambas oportunidades, a programação contemplará uma oficina-prosa de composição musical, às 19 horas, com inscrição prévia, e em seguida, às 20h15, uma performance literomusical ao vivo nas redes sociais do espaço parceiro. No dia 11, a recepção ficará por conta da Casa Teatro de Utopias e no dia 25, o Espaço Cultural CITA, será responsável por sediar as ações. O projeto, que se estende até abril, é resultado da primeira edição do Prêmio Aldir Blanc de Apoio à Cultura na Cidade de São Paulo – Módulo I Maria Alice Vergueiro, que visa destinar recursos para diminuir os impactos da pandemia de covid-19 no setor cultural.

A oficina-prosa de criação e composição musical tem o intuito de instigar o diálogo sobre os desafios de transformar poesias em músicas e revelar como o compositor se aproxima do poema para convertê-lo em canção. O bate-papo funcionará da seguinte forma: alguns poemas serão apresentados em seu estado de palavra escrita e o Jonathan vai abordar o contexto de cada um e como se deu o processo de transformação da poesia para a música. Em um segundo momento, os participantes serão convidados a escolher e ler um poema, e, na sequência, o compositor junto do violonista, Marcos Coin, apresentarão a versão musicada.

A performance literomusical foi elaborada com base em uma seleção de poesias musicadas por Jonathan. Este repertório é fruto de parcerias com poetas da cena cultural contemporânea, como Elisa Lucinda, Luz Ribeiro, Daniel Minchione, Isabela Penov, entre outros, e também de composições inspiradas em poemas de autores consagrados da literatura brasileira, como Carlos Drummond de Andrade.

Por onde andarei

Os lugares selecionados para compartilharem essa experiência têm relação com a trajetória artística e profissional de Jonathan ou foram influenciados por seu trabalho. Com a proposta de dialogar com diversos públicos e linguagens, o projeto “Poema na Garganta - quando a poesia vira canção” será recebido primeiramente na Casa Teatro de Utopias, um espaço cultural, alternativo e experimental que busca pensar e vivenciar o teatro em todos os seus aspectos evidenciando seu comprometimento com as lutas do povo brasileiro, em especial a luta das mulheres na vida e na arte. O segundo lugar a acolher a iniciativa é o Espaço Cultural CITA - Cantinho de Integração de Todas as Artes - localizado no Campo Limpo, zona sul de São Paulo. Com foco na produção cultural independente, o CITA se tornou um ponto de encontro e de atuação de artistas, agentes comunitários e articuladores culturais interessados em desenvolver pesquisas e trabalhos na esfera cultural com o intuito de proporcionar a difusão de saberes, construções e experiências com e para a comunidade da região.

O Capixaba da Barra Funda

Natural de Vitória-ES e radicado em São Paulo desde 1999, Jonathan é intérprete, poeta, compositor de músicas e de trilhas sonoras para espetáculos teatrais. Jonathan lançou três CDs autorais: Precisa-se de compositor com experiência (2014), Benedito (2008) e Necessário (1996). É autor de canções como Samba da Utopia (2018), que teve repercussão tanto nas redes sociais - quase um milhão e meio de visualizações no YouTube - como nas ruas, onde foi apropriada e cantada por movimentos pró-democracia, e Ciranda pra Janaína (2008) que foi incorporada como ponto por alguns terreiros. O seu trabalho mistura tradições da cultura popular brasileira, como o Congo, Samba, Jongo e Baião com influências da vanguarda paulistana, como Itamar Assumpção e Grupo Rumo. Algumas de suas canções foram gravadas por artistas como Fabiana Cozza, Marcelo Pretto, Metá Metá e Ná Ozzetti. Além disso, Jonathan atua como músico, compositor e diretor musical nas cias teatrais: Cia do Tijolo, Cia São Jorge de Variedades, Clã do Jaboti, Cia dos Inventivos e Teatro do Osso.

Serviço

Poema na Garganta - quando a poesia vira canção

11 DE FEVEREIRO - Casa Teatro de Utopias

Oficina-prosa

Horário: 19 horas

Duração: 1 hora

Classificação: todas as idades

Ingresso: gratuito

Link para inscrição: http://bit.ly/39iQ4fW

Performance literomusical

Horário: 20h15

Duração: 1 hora

Rede social: https://www.facebook.com/casateatrodeutopias/

25 DE FEVEREIRO - Espaço Cultural Cita

Oficina-prosa

Horário: 19 horas

Duração: 1 hora

Classificação: todas as idades

Ingresso: gratuito

Link para inscrição: http://bit.ly/39iQ4fW

Performance literomusical

Horário: 20h15

Duração: 1 hora

Rede social: https://www.facebook.com/espacoculturalcita/

Assessoria de Imprensa – Poema na Garganta

Laís Felipe de Castro

(11) 96832-6282

lahcastro1@gmail.com


		Imagem do evento Poema na Garganta - quando a poesia vira canção

Créditos: Reinaldo Meneguim

Compartilhar com amigos

Data e hora

Localização

Evento online

Salvar este evento

Evento salvo