Gratuito

VIII Seminário de Educação Fìsica Escolar ISERJ

Informações do evento

Compartilhar este evento

Data e hora

Localização

Localização

Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro - ISERJ/FAETEC

273 Rua Mariz e Barros

Maracanã, RJ 20270-003

Brazil

Ver mapa

Descrição do evento
A tecnologização e a desumanização do corpo

Sobre este evento

O Seminário de Educação Física Escolar é organizado pelo SEFE/ISERJ desde 2007. Desde então, vem se construindo como espaço de debate para questões interdisciplinares que se apresentam como desafios da Educação Física Escolar e são pertinentes no contexto da Educação e da Escola.

Com a temática: "A tecnologização e a desumanização do corpo", nossa oitava edição consolida esta trajetória de esforço para a divulgação do conhecimento e formação continuada de alunos, professores e profissionais da Educação do Rio de Janeiro.

Esta temática nasceu em consequencia dos muitos debates e reflexões sobre Corpo, Saúde e Mídia que amadureceram e produziram o livro Reflexões sobre o corpo, esporte e sociedade (no prelo) e tornou-se relevante por conta de uma tendência nacional e internacional explícita à desvalorização dos ideais iluministas e humanistas que, até então, orientavam a Sociedade Moderna.

Eric Hobsbawn, Zygmunt Bauman, David Le Breton, Guy Debord, Luc Boltanski, Michel Foucalt, Pierre Bourdieu, Sigmund Freud e outros importantes pensadores afins das ciências humanas e sociais inspiram nossa reflexão sobre a complexidade do papel social da Educação Física e as questões relacionadas ao Corpo e ao Movimento na contemporaneidade.

Joel Birman, Francisco Ortega, Paula Sibília, Marcia Tiburi, Jessé Souza e outros autores brasileiros ajudam na aproximação desses autores clássicos para pensar uma Educação Física brasileira que tem a sua frente um projeto de país em aproximação com o radicalismo neoliberal capitalista, despreza as políticas de promoção dos direitos humanos e contingencia os investimentos em Educação, Artes e Cultura.

No artigo, "A era do humanismo está terminando”, o filósofo camaronês, Achille Mbembe diz que “a noção humanística e iluminista do sujeito racional capaz de deliberação e escolha será substituída pela do consumidor conscientemente deliberante e eleitor” e acrescenta que “o novo ser humano será constituído através e dentro das tecnologias digitais e dos meios computacionais.

Em Adeus ao corpo, David Le Breton anuncia que “o corpo é muitas vezes considerado pela tecnologia como um rascunho a ser retificado” e “pelo menos no nível do indivíduo, uma matéria-prima a ser arranjada de outra forma”.

Também consideramos as experiências de colegas, professores e profissionais da educação básica, identificando, cada vez mais, crianças com as habilidades motoras básicas comprometidas, com dificuldades de interagirem em atividades coletivas ou que exijam interação com outros colegas e com o tempo do lazer direcionado para atividades digitais, virtuais e de consumo.

Diante do exposto, a hipótese que gostaríamos de levantar e refletirmos com o VIII Seminário de Educação Física Escolar - ISERJ é: à medida que os avanços tecnológicos objetivam o corpo para consumi-lo e torná-lo consumidor, tentando controlar, dissimular, imobilizar ou isolar seus afetos, suas emoções e suas subjetividades, a Educação Física passa a ser fundamental para questionar e superar esta tendência que, ao nosso ver, desumaniza o humano.

Hoje, entendemos que o tema suscita muito mais questões do que afirmações para nossa área e que isso poderia ser um aspecto a ser explorado pelos palestrantes.  Como sugestão inicial, propomos a seguinte questão: como pensar a Educação Física escolar em um momento que, ao invés da tecnologia possibilitar uma democratização do bem-estar social, a aproximação com os ideais de justiça social e a consolidação dos Direitos Humanos, ela está sendo acusada de promover a insensibilidade e o descomprometimento com os principais problemas históricos de desigualdades e injustiças sociais? Como a Educação Física escolar estaria absorvendo estas transformações tecnológicas e (re)pensando seu papel social em um mundo eminentemente virtual, digital e computadorizado, sabendo que o corpo e o movimento são os seus objetos de pesquisa e prática profissional?  

Prof. Ms. Marcos Miranda

Coordenador do SEFE - ISERJ

_______________________________________

Programação

 7/10/2019 - segunda -. 19:00 horas: Abertura 

Conferência - "Educação Física Escolar: A tecnologização e a desumanização do corpo"

Prof. Dr. Silvio Telles (UFRJ/UERJ).

 

8/10/2019 - terça - 9:00 horas - 1ª mesa:

 A tecnologização do corpo e a ação pedagógica na contemporaneidade.

Prof. Dr. Marcio Turini (FAETEC/UNIABEU/UERJ/CBPC);

Profª. Ms. Neyze Muniz (UFF).

 

8/10/2019 - terça - 14:00 horas - 2ª mesa:

A dimensão estética do jogo e do esporte na construção de estereótipos desumanos.

Prof. Ms. Renato Novaes (UERJ / Marinha);

Prof. Dr. Rafael Mattos (UERJ).

 

8/10/2019 - terça - 18:00 horas - 3ª mesa:

A virtualização do tempo/espaço do brincar e a desumanização do ser.

Prof. Arnaldo V. Carvalho (GPIDOC / ISERJ);

Prof ª. Silvia Bittencourt (SME-PCRJ / Colégio Cruzeiro).

Comissão organizadora

Pro. Ms. Marcos Miranda (SEFE / ISERJ)

Prof. Arnaldo V. Carvalho (GPIDOC / ISERJ).

Compartilhar com amigos

Data e hora

Localização

Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro - ISERJ/FAETEC

273 Rua Mariz e Barros

Maracanã, RJ 20270-003

Brazil

Ver mapa

Salvar este evento

Evento salvo