Pular navegação principal
Conteúdo da página

ESCOLA DE SARGENTOS DAS ARMAS

A Escola de Sargentos das Armas (ESA) é, atualmente, o estabelecimento de ensino do Exército Brasileiro destinado exclusivamente à formação de Sargentos Combatentes de carreira, das armas de Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia e Comunicações.
Enquadrada na Linha de Ensino Militar Bélico de grau médio, a ESA, para o cumprimento de sua missão, está estruturada da seguinte maneira: comando de Oficial General, com seu Estado-Maior; Divisão de Ensino (DE); Corpo de Alunos (CA); Divisão Administrativa (DA); Divisão de Pessoal (DP); Divisão de Tecnologia da Informação (DTI) e Batalhão de Comando e Serviços (BCSv).
O seu aquartelamento está sediado na Cidade de Três Corações, às margens do Rio Verde, e são utilizados dois campos de instrução nas atividades de formação do aluno, o do Atalaia e o Campo de Instrução General Moacir Araújo Lopes que distam do aquartelamento cerca de 4e 42 Km, respectivamente.
O aluno vive em regime de internato durante todo o período de formação, sendo alojado, alimentado e fardado por conta do Estado, além de receber proventos previstos em lei. Participa, ainda, de atividades sociais, culturais, recreativas e esportivas, patrocinadas pela ESA e pelo Grêmio dos Alunos da ESA (GRESA).
A formação profissional do Sargento Combatente do Exército é a razão de ser da Escola. Todas as atividades do ano letivo são desenvolvidas com a finalidade de capacitar o aluno ao exercício da função a ser desempenhada nos corpos de tropa.
O ensino, fundamentalmente técnico-profissional, é ministrado de forma prática, considerando que o futuro sargento deve ser, ao mesmo tempo, chefe e executante. As Instruções são dinâmicas e os princípios do “aprender a aprender” operacionalizados em todas as disciplinas de forma a permitir ao futuro sargento a vontade de se auto-aperfeiçoar e o crescimento pessoal e profissional, decorrentes desta atitude.
As atividades de instrução desenvolvem-se em ritmo intenso. Busca-se, constantemente, a imitação das condições de combate. O aluno desempenha, sob a orientação dos instrutores e monitores, funções de executante e de comando, que serão exercidas nos corpos de tropa.
O treinamento físico militar, alvo de atenção especial, fortalece a têmpera do aluno e capacita-o a liderar o seu grupo, sob quaisquer condições.

Salvar este evento

Evento salvo